11 de fev de 2010

A última apresentação com os velhos companheiros no Live8, em 2005


A última apresentação com os velhos companheiros no Live8, em 2005


Em 1978, sob inúmeras brigas internas, Wright lançou seu primeiro disco solo, “Wet Dream”. Já  nos anos 1980 formou a banda Zee. A partir de 1985 ele retornou para formação do Pink Floyd sem Water e sob domínio total de Gilmor, era praticamente um músico contratado.  Em 2005 no Live 8, Wright, Mason, Waters e Gilmos se juntaram para a única apresentação do Pink Floyd em muitos anos. O pequeno show em Londres marcou a última apresentação do Pink Floyd em sua formação clássica. Uma pena, foi o último show dos quatro juntos e a expectativa para uma tour era muito grande por parte dos fãs e da impresa. A tour não aconteceu e o câncer levou Richard Wright. Fica o legado, a lembrança do talento primoroso e o nome marcado na histórida de uma das maiores bandas do mundo.
Ontem mesmo, domingão, eu estava conversando com o Marzio Lenzi, dos Lenzi Brothers, sobre róque e cena indepedente quando comentávamos que o Pink Floyd é uma grande banda que poderia fazer uma turnê de volta com algo mais claro e honesto que muita banda, pois tem integrantes que são insubstituíveis (apesar do David Gilmor não acreditar nisso), mas para muita gente, uma banda clássica como o Floyd, sem uma de suas engrenagens, fica muito sem graça, por isso que Gilmor sempre foi muito criticado em continuar com o Floyd sem Waters. Mas mesmo assim valeu Richard. Mundo47 homenageia o homem com essa apresentação nas ruínas de Pompéia.


Fonte:Mundo 47