17 de mar de 2008

OS NOMES DOS ÁLBUNS


Uma das marcas do chamado rock progressivo trata-se da profundidade das letras. Mais do que simples trabalhos musicais no rock progressivo era importante que o conteúdo fosse interessante. Em um álbum conceitual todas as letras abordam um mesmo assunto (um mesmo conceito). Costuma-se dizer que o primeiro álbum conceitual lançado foi Sgt Peppers dos Beatles, pois as músicas possuiam ligações entre si.

The Piper at The Gates of Dawn:
O título vem do sétimo capítulo do livro "The Wind in the Willos" de Kenneth Grahame. Este livro era um dos favoritos de Syd Barret.

Ummagumma:
Ummagumma é uma gíria para sexo, assim como rock and roll. Logo Ummagumma quer dizer apenas rock and roll.

Meddle:
O nome trata-se de um trocadilho com Meddal (medalha).

Dark Side Of The Moon:
Trata-se de um dos mais bem explorados temas. Todas as músicas versam sobre os males que afligem o homem moderno. O tempo escravizador (Time), o dinheiro (Money), solidão (Us and Then), entre outros.

Wish You Were Here:
O tema principal do disco é a ausência. Provavelmente trata sobre a ausência de Syd Barret, fundador da banda, que enlouqueceu e passou a se isolar do resto da banda e das pessoas.

Animals:
O fio condutor de todo o disco é uma versão da peça "A Revolução dos Bichos". O tema trata sobre os conflitos de classes e as desigualdades sociais. Os cachorros (Dogs), porcos (Pigs) e ovelhas (Sheeps) representam os capitalistas selvagens, os burocratas capitalistas e o povo dominado.

The Wall:
O tema do disco (e do filme) é solidão e isolamento. O muro é uma alegoria ao muro que as pessoas constroem em torno de si para preservar sua individualidade. A escola, a família e o governo são apontados como os responsáveis pela exarcebação do individualismo e do medo de se relacionar abertamente com as outras pessoas.

The Final Cut:
Todo o disco trata sobre os prejuízos da guerra e sobre o desperdício de vidas humanas feito pelos governantes. Visto que o pai de Roger Waters morreu em combate fica óbvio que este disco é bastante autobiográfico. Neste ponto da carreira do Pink Floyd Roger Waters havia tomado para si as rédeas da banda e este é praticamente um trabalho solo de Waters mais do que um disco da banda.

The Division Bell:
Falta de comunicação é o tema do álbum. O Division Bell (sino da divisão) trata-se de um instrumento presente na sede dos parlamentos ingleses que é tocado quando ocorre uma divisão de opiniões entre os parlamentares. Ou seja, é usado quando está ocorrendo falta de comunicação entre os presentes e indica o momento em que deve haver uma votação.

Fotos: Banda PINK FLOYD.